Laringite

Fiquei alguns dias sem poder falar nada. Só me comunicar por gestos (que ninguém entendia) e assim continuou. Com isso acabei percebendo a importância não só da fala mas também da expressão. 
Aprendi que quando nos sentimos sufocados, i.e., sem nos expressarmos, ficamos impacientes, como se algo não estivesse certo. Como se algo estivesse faltando.
Percebi que cada vez que nos sufocamos com algo que precisamos colocar para fora, ficamos desanimados, tristes e sentindo que não seremos completamente felizes/completos até deixar aquilo livre.
Cerca de 1 ano atrás, fiz isto com algo que estava dentro de mim há muito tempo e, com certeza, foi libertador. Agora estive impossibilitado da fala. As duas coisas me levaram a perceber que existe uma grande diferença entre não fazer determinada coisa por vontade própria e outra por você ser totalmente impedido. Cheguei a conclusão de que quando sua limitação é imposta a você, maior a infelicidade. E infelicidade e desânimo não é uma coisa boa, certo? :-)

A lição a ser aprendida é: não se limite por conta dos outros. Já temos muitas limitações dentro de nós.




Oi. Meu nome é Rodolpho. Tenho 21 anos e sou blogueiro há muito tempo que nem lembro mais. É apenas uma pequena bio. Pode me seguir, se quiser, no Facebook, Google+ ou no Twitter.

0 comentários:

Postar um comentário