Laringite

Fiquei alguns dias sem poder falar nada. Só me comunicar por gestos (que ninguém entendia) e assim continuou. Com isso acabei percebendo a importância não só da fala mas também da expressão. 
Aprendi que quando nos sentimos sufocados, i.e., sem nos expressarmos, ficamos impacientes, como se algo não estivesse certo. Como se algo estivesse faltando.
Percebi que cada vez que nos sufocamos com algo que precisamos colocar para fora, ficamos desanimados, tristes e sentindo que não seremos completamente felizes/completos até deixar aquilo livre.
Cerca de 1 ano atrás, fiz isto com algo que estava dentro de mim há muito tempo e, com certeza, foi libertador. Agora estive impossibilitado da fala. As duas coisas me levaram a perceber que existe uma grande diferença entre não fazer determinada coisa por vontade própria e outra por você ser totalmente impedido. Cheguei a conclusão de que quando sua limitação é imposta a você, maior a infelicidade. E infelicidade e desânimo não é uma coisa boa, certo? :-)

A lição a ser aprendida é: não se limite por conta dos outros. Já temos muitas limitações dentro de nós.

Outro blog com o mesmo título.

Cá estou eu no Blogger.

Gosto muito do WordPress mas ele começou a colocar anúncios. Eu sei que é uma forma de ganhar dinheiro com um serviço grátis mas não acho legal. Existem outras formas, eu acho.

O layout aqui do Blogger ainda não me deixa plenamente satisfeito mas vou atualizar isso depois. O outro endereço continuará ativo mas deixarei um aviso por lá (resolveria isso comprando um domínio, mas... deixa isso pra depois).

De qualquer forma, ainda não sei o que postar em um blog direito. Vou vendo isso enquanto eu faço aqui.